Tratamentos

Biópsia do colo do útero

A biópsia do colo do útero é um procedimento cirúrgico no qual uma pequena amostra de tecido é retirada do colo do útero. O colo do útero é a parte mais baixa e estreita do útero localizada no fundo da vagina.

A biópsia do colo do útero é geralmente solicitada após descobrir uma anormalidade durante o exame pélvico de rotina ou Papanicolau. As anormalidades podem incluir a presença de papilomavírus humano (HPV) ou células pré-cancerosas. Essas doenças podem colocar a pessoa em risco de desenvolver câncer do colo do útero.

A biópsia do colo do útero pode detectar células pré-cancerosas e câncer do colo do útero. O ginecologista poderá realizar uma biópsia do colo do útero como uma ferramenta diagnóstica ou método de tratamento para pólipos benignos do colo do útero ou verrugas genitais.

Tipos

Três métodos diferentes são utilizados para retirar tecidos do colo do útero. Esses métodos são:

  •  biópsia com bisturi – pequenos pedaços de tecido são retirados do colo do útero com um instrumento chamado fórceps de biópsia. O colo do útero pode ser corado com um corante para ajudar o médico a detectar alterações mais facilmente
  •  biópsia em cone – um pedaço de tecido grande, em forma de cone é removido com um bisturi ou laser. Este tipo de biópsia é realizado com anestesia geral
  •  curetagem endocervical (CEC) – células são removidas do canal endocervical com um instrumento manual com uma ponta em forma de colher ou gancho chamado de cureta.

O motivo por trás da biópsia e outras doenças que a pessoa tenha podem determinar o método que será utilizado no procedimento.

Preparação

Agende a biópsia do colo do útero para a semana subsequente à menstruação. Isto facilitará a coleta de uma amostra limpa. Converse sobre os medicamentos que toma com o médico.

Poderá ser orientada a interromper o uso de medicamentos que podem aumentar o risco de sangramento, como:

  •  aspirina
  •  ibuprofeno
  •  naproxeno
  •  warfarina

Evite usar tampões (o.b.), duchas ou cremes vaginais medicinais por 24 horas antes da biópsia. Deve também se abster de ter relações sexuais durante este período.

Se for realizar uma biópsia em cone ou outra forma de biópsia que necessite de anestesia geral, será necessário ficar em jejum após a meia-noite do dia anterior, ou pelo menos oito horas antes do procedimento.

No dia do exame, o médico poderá orientá-la a tomar acetaminofen (paracetamol) ou outro analgésico antes de ir ao consultório. Leve alguns absorventes femininos para usar após a biópsia no evento de sangramento leve. Traga um amigo ou uma pessoa da família para levá-la de volta para casa.

Procedimentos

O exame se iniciará como um exame pélvico normal. A paciente deita na mesa de exame e coloca os pés nos suportes. O médico aplicará um anestésico local. No caso de biópsia em cone, a anestesia geral fará com que a paciente durma.

O médico introduzirá um espéculo na vagina para manter o canal aberto durante o procedimento. O colo do útero será primeiramente lavado com uma solução de vinagre e água e poderá ser utilizado um algodão com iodo. Isso é chamado de teste de Schiller e é utilizado para identificar tecidos anormais. O processo de limpeza pode queimar um pouco, mas não deve ser doloroso.

O médico removerá os tecidos anormais com um fórceps, bisturi ou cureta. A paciente poderá sentir uma sensação leve como um beliscar à medida que o tecido é removido durante a biópsia.

Ao terminar, o médico poderá cobrir o colo do útero com material absorvente para reduzir a quantidade de sangramento. Nem todas as biópsias necessitam de tamponamento.

Recuperação

É possível que ocorram cólicas leves e sangramento de escape (spotting) durante a recuperação da biópsia do colo do útero. As cólicas e sangramento podem durar até uma semana em alguns casos. Biópsia com bisturi simples são procedimentos ambulatoriais que permitem que a paciente volte para casa no mesmo dia. Outros procedimentos podem necessitar o internamento por uma noite.

As atividades podem ser restritas, dependendo do tipo de biópsia realizada. Levantar peso, relação sexual e, uso de tampões (o.b.) e duchas são proibidos por várias semanas após a biópsia em cone. Essas mesmas restrições devem ser seguidas em caso de biópsias em bisturi e procedimentos de ECC, mas somente por uma semana.

Informe o médico se:

  •  sentir dor
  •  tiver febre
  •  apresentar sangramento intenso
  •  corrimento vaginal fétido

Esses sintomas podem ser sinais de infecção.

Resultados

A equipe médica informará os resultados da biópsia e discutirá os próximos passos. A descoberta de câncer e células pré-cancerosas pode necessitar de outros tratamentos. Um teste negativo significa que tudo está normal e na maioria das vezes nenhuma outra medida é necessária.