Tratamentos

Peelings superficiais e médios

O peeling superficial é especialmente recomendado para homens e mulheres que desejam ficarem livres, por exemplo, das manchas ocasionadas pela acne após espinhas serem espremidas ou ainda das manchas ocasionadas pela pigmentação escura após a reação da pele por conta dos métodos depilatórios agressivos. Para isso, um especialista utiliza ácido específico para o seu caso. São os mesmos ácidos que você adquire em porcentagens menores do que 2% nas farmácias, mas em concentrações bem maiores que garantem a solução dos seus problemas. Por causa da alta concentração, prejudicial à saúde, estes ácidos só podem ser adquiridos e aplicados por dermatologistas.

Em casos menos graves, por exemplo, manchas de acne que não são tão aparentes ou ainda oleosidade excessiva no rosto, pode-se optar pelo peeling superficial sem ácido, como, por exemplo, o peeling de cristal e peeling de diamante, que utilizam hidróxido de alumínio no lugar do ácido, promovendo a esfoliação e a recuperação da pele. Seja qual for o tipo de peeling superficial escolhido, ambos são indolores e tratam os seus problemas através da descamação progressiva das regiões aplicadas. O peeling superficial pode ser utilizado em conjunto com os cremes clareadores encontrados nas farmácias através do porte da receita médica.

PEELING MÉDIO

O peeling médio é especialmente recomendado para homens e mulheres que desejam ficarem livres, por exemplo, de manchas intensas da acne, manchas intensas da pele, diferenças de tonalidade da pele, rugas, linhas de expressão, poros e flacidez. Para isso, um especialista utiliza ácido específico para o seu caso. São os mesmos ácidos que você adquire em porcentagens menores do que 10% nas farmácias, mas em concentrações bem maiores que garantem a solução dos seus problemas. Por causa da alta concentração, prejudicial à saúde, estes ácidos só podem ser adquiridos e aplicados por dermatologistas, além de serem recomendados para o inverno.

Mais agressivo que o peeling superficial, o peeling médio atinge camadas mais profundas da pele. Outra diferença é que enquanto o peeling superficial faz você voltar imediatamente para as suas atividades normais, o peeling médio é mais dolorido e ocasiona cicatrização ao invés de descamação. Por causa disso, deve-se aplicar protetor solar dentro e fora de casa a cada três horas. Ocorre que o sol pode inflamar a região tratada e fazer o efeito do ácido escurecer ao invés de clarear a pele. Após o tratamento, a pele adquire uma casca marrom, sendo obrigatório não forçá-las com as próprias mãos.

PEELING PROFUNDO

O peeling profundo é especialmente recomendado para homens e mulheres que desejam ficarem livres, por exemplo, de cicatrizes, queimaduras, manchas irreversíveis, rugas profundas, excesso de pele em uma determinada região e flacidez profunda. Enquanto os outros peeling apresentam entre 2%, 10% e 40% de algum tipo de ácido, a solução do peeling profundo chega a 70%, motivo pelo qual a sua comercialização para os consumidores é proibida, devendo apenas ser manuseado por dermatologistas, além de serem indicados para o inverno, pois se o paciente não aplicar corretamente o protetor solar na região tratada, o ácido pode escurecer drasticamente a pele.

Os pacientes necessitam internação, anestesia e sedação para a aplicação do peeling profundo, pois o mesmo atinge os tecidos cutâneos e não apenas a superfície da pele. Isso é necessário, pois o ácido na concentração referida destrói parte da epiderme. Ao longo de 20 dias, já em casa, o paciente utiliza pomadas calmantes para acelerar o processo de reconstrução dos tecidos, que ocorrem por causa da produção de colágeno. Além das pomadas, deve-se usar protetor solar e não arrancar as cascas que se formam na superfície da pele, indicando a regeneração. Este tratamento promove o rejuvenescimento de homens e mulheres.