Tratamentos

USG morfológico

Ultrassom é uma das maravilhas do mundo das grávidas. Nesses poucos momentos em que podemos ver o bebê dentro do ventre, sabemos que o bebê realmente está ali e que a gravidez é real. Durante a gravidez a mulher passa por algumas sessões de ultrassom e pelo menos uma delas é o ultrassom morfológico. Mas o que é de fato uma ultrassom?

Esse exame se trata de emissão de ondas de som que batem na parede do corpo e volta em forma de imagens. É um exame super seguro para gestantes e bebês e podem detectar problemas como descolamento de placenta, má formação, ver a maturidade da placenta. Mas também proporciona a mamãe e papai cenas inesquecíveis como o bebê chupando o dedinho ou mesmo a descoberta do sexo do bebê.

Ultrassom Morfológica – Para que Serve ela?

O ultrassom morfológico é uma variação do ultrassom convencional. Ele é normalmente feito entre a 11ª e 14ª semana ou 20ª e 24ª semana da gravidez. Nestas épocas pode-se ver o feto ainda por inteiro dentro do útero e com maior facilidade do que nas semanas posteriores, e com mais clareza do que nas semanas anteriores. A ultrassonografia morfológica ainda mostra com detalhes todos os órgãos internos do bebê, evidenciando se há algum problema ou se o desenvolvimento do bebê está indo bem.

Órgãos como estômago, pulmão, coração, bexiga e rins são visualizados no ultrassom morfológico. O exame também mostra presença de osso nasal, quinta falange (presença do quinto dedo da mão do bebê). Além de fazer uma medição minuciosa das veias e artérias do cérebro e do coração do bebê.

Os ossos também são pontos importantes nesse exame, sejam na coluna do bebê, a cervical, o fêmur, o úmero e outros, todos são checados para saber se estão se desenvolvendo conforme as semanas de gestação.